D. Quixote - Cavaleiro da Triste Figura


“ A saga de D. Quixote, Cavaleiro da Triste Figura ”


Cervantes, escritor espanhol do séc XVI, viveu uma vida atribulada tendo passado por vários perigos e até pelos tormentos de um longo cativeiro. Depois de libertado, viajou durante dez anos, período durante o qual desenvolveu aquela que seria a sua grande paixão e pelo qual ficou mundialmente conhecido: a escrita.
Das experiências vividas ao longo destas inúmeras viagens, nasceram vários livros dos quais se destaca “D. Quixote de La Mancha”.

Nesta obra a paródia apresenta uma forma invulgar. O protagonista, já de certa idade, entrega-se á leitura de romances épicos, perde o juízo, acredita que tenham sido historicamente verdadeiros e decide tornar-se um cavaleiro andante. Por isso, parte pelo mundo e vive o seu próprio romance de cavalaria adoptando o cognome de Cavaleiro da Triste Figura por achar que seria o que melhor se lhe adaptava a si e á sua missão. Enquanto narra os feitos do Cavaleiro da Triste Figura, Cervantes satiriza os preceitos que regiam as histórias fantasiosas daqueles heróis.

È pois. Nas páginas deste livro, todo ele recheado de loucura e imaginação, neste mundo do imaginário, liderado por esta personagem fantástica que encontrei inspiração para produzir estes dezassete trabalhos aos quais, por reverência e admiração , designei” A saga de D. Quixote, Cavaleiro da Triste Figura “.


 Copyright © 2015 isabelcunhalima.com

Site produzido por imagemx.com